Saudades… são só saudades

Post escrito originalmente em 13 de outubro de 2014.


Olá pessoal! 🙂 Como vão?

Sei que postei um montão de poesias minhas hoje! Tentei compensar o atraso delas, já que as escrevi há algum tempo. Ainda faltam algumas, mas por hoje já está bom. Para encerrar os posts de hoje, vou transcrever um texto. Este, recebi faz um anos, de uma pessoa muito querida. Não sei quem é o autor(a) do texto, mas é algo que achei tocante.

Saudades
Imagem retirada deste site.

Saudades…
de quem já se foi e hoje sei que não mais voltará…
de amigos que com a vida ficaram por lá…
das pessoas que mesmo distantes, comigo eu quero sempre poder levar…
dos poucos que me fizeram sorrir…
e de todos que me fizeram chorar…
de muitos, só pelo fato de existir e momentos de suas vidas comigo compartilhar…
de tudo que já me fizeram viver, sonhar, pensar, agir, lutar…
de um cheiro, de um gosto, da pele, do rosto, do beijo, do sabor, do perfume, do calor de seu corpo, do sentimento que nos une, de tudo que me envolvo…
de um abraço, de um ombro amigo, de um sorriso, de uma palavra, de um carinho…
de sua atenção, do amor, de uma velha paixão, da dor…
dos sentimentos confusos que envolvem nossas mentes…
de tudo (e todos) que já tive e que hoje não estão mais presentes…
de todos que já passaram por minha vida e fizeram um algo mais…
de todos que me afastei e que eu não acho mais…
de um velho amigo, de um local, de pequenas coisas e do essencial…
das alegrias e das tristezas
de todos meus risos e choros…
de quem sempre esteve presente, de todos que hoje estão ausentes
de um até mais que sei que não irá existir…
do adeus que estava por vir…
de tantos, de todos, de tudo, de poucos…
das lembranças e do meu passado…
dos momentos felizes a seu lado…
das brigas e das discussões e muito mais das reconciliações…

Saudades… simplesmente saudades…. de diferentes formas, com diferentes intensidades mas que sempre deixarão o gosto da vontade...
de reviver, nem que por um momento, na memória, as aventuras e desventuras tão prazerosas… compartilhadas com pessoas que considero especial, mas que os caminhos que escolhemos seguir nos fizeram deixar pra trás… uma amizade, um lugar, um alguém, mas nunca… nunca é possível se livrar dessa saudade…
Saudade que dói, saudade que machuca, saudade que nos une, saudade que nos faz querer aproveitar cada vez mais as chances que a vida nos dá, por saber que aquele momento nunca mais voltará!
Eu sinto saudades… eu tenho saudades… mas é um sentimento tão único e verdadeiro, intransferível e impessoal que eu faço questão de nunca perder as minhas saudades… mas, sempre que der, poder amenizá-las com um reencontro especial, com um telefonema, um e-mail ou até mesmo um sinal…
Saudades… uma palavra tão simples, sem tradução… mas que atinge em cheio nosso coração…
Saudades… são só saudades!

(E-mail recebido em: 04.02.2006)

Já falei um pouco sobre Saudades em um outro post. E hoje, muito mais do que na época em que recebi este e-mail, compreendo este sentimento.

Saudades é a falta que sentimos de algo do passado. Pode ser uma pessoa em especial, alguns amigos, um momento, um lugar, um sorriso, uma atividade… Pode ser de uma infinidade de coisas! Até mesmo de si mesmo! Pois, todos mudamos com o tempo e, não acho estranho sentir saudades de como éramos antigamente.

Quando a saudade é profunda, o peito dói, as lágrimas escorrem sozinhas, mas nada se pode fazer para amenizá-las. Às vezes, em casos de pessoas, existe a possibilidade de resgatar um pouco do passado, contactando com esta. Mas reviver os sentimentos é impossível. Jamais será a mesma coisa!

No entanto, uma grande amiga minha me disse recentemente que não devemos viver do passado. E eu concordo… Os bons momentos devem ser guardados, os maus devem ser levados como aprendizado/experiências valiosas. E, com tudo isso guardado em nosso coração, devemos avançar buscando um futuro mais brilhante, procurando por novas pessoas, instantes, experiências, etc. que possam se tornar memórias e saudades tão, ou mais, especiais do que as que temos atualmente.

Acho importante sentir saudades. É a prova de que vivemos bons momentos, encontramos boas pessoas, aprendemos boas lições; é a prova que sorrimos e choramos como seres humanos, que possuem sentimentos e que evoluem.

Lendo este e-mail hoje, percebo ainda mais o valor de todas as minhas saudades que são, realmente, um dos grandes tesouros da vida.

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s