Sexo é pecado?

Post escrito originalmente em 18 de novembro de 2015.


Olá pessoas! 🙂 Como estão?

Hoje falarei sobre um assunto meio polêmico, ou talvez nem tanto, para a mentalidade comum atual… xD A relação sexual é um pecado?

Sexo é pecado?
Foto retirada deste site.

Primeiramente, vamos definir pecado. De forma sucinta, é toda violação de um preceito ou norma. Em geral, refere-se às religiosas.

Bom, sexo acho que não preciso definir…. Mas, por via das dúvidas, resumo tudo dizendo que é a relação entre dois indivíduos (falo do convencional, ok? xD) da mesma espécie, cuja finalidade é a reprodução, tendo como principal característica o prazer mútuo (depende da espécie).

Segundo os preceitos de muitas religiões, o ato sexual antes do casamento é considerado um pecado, tendo como consequência o julgamento/castigo divino. Mas será que é assim mesmo?

Inicialmente, vamos analisar o motivo de esta “regra” religiosa existir. Pelo senso comum, casa-se quando se encontra a pessoa a quem se ama verdadeiramente, e com quem deseja-se estar por toda a vida. Estas condições são as mesmas (e são essenciais) dentre duas pessoas, ao se praticar o sexo (ou deveriam ser). Creio eu, que seja por isso que esta “regra” foi imposta.

No entanto, vemos nos dias atuais o casar e divorciar tornando-se algo corriqueiro. Então pergunto-me se este preceito ainda é valido.

Ao meu ver, a relação sexual é saudável, e deve ser praticada. A questão mais importante não é essa. O ponto principal é: com quem. Não é certo sair fazendo a torto direito. Embora, sabe-se muito bem que atualmente, conseguir um(a) parceiro(a) sexual é bem fácil. Nas baladas e bares, principalmente, é bem comum, graças às “ficadas” e “rolinhos“, todos relacionamentos sem sentimentos profundos. Sem contar com a desvalorização da mulher por ela mesma (não estou generalizando, existem muitas exceções, mas este já é outro assunto.).

Então indago, esse tipo de relação é correta? Praticar o ato íntimo com alguém que mal conhece direito (às vezes nem se sabe o nome) só para obter prazer próprio é um ato aprovável?

Em minha opinião, não. Eu considero isso como pecado, por vários motivos:

  1. Nesta situação, um apenas está usando o outro como objeto de prazer e satisfação própria. Atitude tipicamente egoísta. Não há mínima união espiritual, nem sentimental. Apenas carnal.
  2. É uma grande mentira. O sexo é uma relação na qual um diz para o outro “amo você” e “teu corpo é meu corpo, meu corpo é teu corpo“. No entanto, nesta situação descrita, isso é verdade só durante uma (ou algumas) noite(s). Além dos corações não estarem unidos.
  3. Desvaloriza a si próprio. Em outras palavras, teu corpo pode ser possuído por qualquer um(a) que seja capaz de te seduzir. Quando encontrar a pessoa ideal, ela não saberá se ela(e) é apenas mais um(a) ou se é algo mais sério.
  4. Desvaloriza o próximo. Ou seja, não está vendo o próximo como humano, com sentimentos, pensamentos, desejos, medos, etc., apenas um instrumento de satisfação.
  5. Há grandes riscos, como: doenças, gravidez indesejada (que resulta em um outro problema que envolve a vida de um novo ser), etc.

Existem os que retrucam, dizendo que isso não é pecado, pois estão “doando” prazer ao próximo. Ao meu olhar, isso é apenas uma desculpa. O chamado sexo casual nunca é feito por caridade, e sim por desejo/excitação próprio. Caso contrário, as chamadas “periguetes” e os “garanhões” seriam os maiores santos ou divindades, por distribuírem prazer aos próximos (mas não são!).

Há quem diga, também, que durante uma transa casual, seu maior objetivo é ver a expressão de satisfação da parceira(o). Isso pode até ser verdade, mas certamente, não é a principal motivação de se realizar o ato. Aliás, ver a(o) outra(o) sentindo prazer, é por si só um estímulo para a excitação própria. Além disso, é uma forma de alimentar seu próprio ego. Conseguir faze-la(o) gozar é uma forma de se afirmar, dizendo que é bom de cama, mesmo que não diga isso explicitamente.

Resumindo, não há amor verdadeiro em seu ato. E, como poderia haver? O próprio “nome” já diz, é algo casual, não tem propósito algum (além do prazer).

Então, quando que o sexo não é pecado?

Sexo é pecado?
Sexo é pecado? – Montagem minha. A foto do casal foi retirada deste site (CUIDADO! Proibido para menores!). As chamas são destes dois sites: 01 | 02

É simples! A resposta já está implícita acima. Quando há amor verdadeiro!

Então, costuma-se questionar: “Mas não tem como saber se a companheira(a) atual vai ficar comigo para sempre!”. De fato! No entanto, fazer sexo com amor não é a certeza do relacionamento eterno. Mas sim que, naquele momento, o sentimento de ambos seja sério, o de querer ficar juntos para sempre. Um amor genuíno.

Todavia, não vale dizer que tem a intenção de ficar para sempre com cada moça(o) bonita(o) que encontrar por aí. Isso não é amor! É desejo, é atração, é tesão, é qualquer coisa! Mas não é amor!

Mesmo que futuramente, o relacionamento termine, o sexo foi feito com sentimento de união espiritual. Corpo e alma se tornando um e desfrutando de um prazer apaixonante. Com a vontade recíproca de quererem viver juntos o resto da vida. Não é esse o sentimento de um casal casado? (ou, deveria ser?).

No entanto, atualmente não é bem assim. Muitos casamentos são realizados sem amor. Confunde-se amor com paixão ou desejo e, assim, precipitam-se. Existem casados sem amor, assim como enamorados com amor. Por isso, creio que estar casado não é mais um requisito para se realizar o ato sexual.

(Atenção! Não estou dizendo que o casamento não é mais necessário! Pelo contrário, é algo lindo de se realizar! Mas, ele deve ser feito quando há a certeza de um recíproco e genuíno amor.).

Para meu entender, o principal requisito é um amor tão grande, que se tenha vontade de ser um com ela. Aquela que quando a gente abraça, ainda não se sente suficientemente próximo dela, querendo mais. Esta certeza de que, aconteça o que acontecer, querer estar com esta pessoa. Repito, mesmo que isso não aconteça no futuro, mas se este sentimento existir no presente, e se a determinação de querer fazer dar certo for real, então o sexo não é pecado, e sim uma manifestação de puro amor, sendo a coisa mais valorosa e maravilhosa deste mundo, o amor mais supremo que um casal pode manifestar.

No entanto, para ter este sentimento, não tem como fazer logo após conhecer a(o) parceira(o). É preciso um período de namoro. Conhecer bem é importante, inclusive para ter uma relação melhor. Sem contar a cumplicidade, que é essencial!

E tem mais, fazer amando e sendo amado(a) com sinceridade, é muito mais gostoso, sem dúvidas. Afinal, o picante é um dos sabores do amor.

Aprofundando mais o assunto, existem várias “modalidades” desse tipo de relação, além de muitas e muitas posições diferentes. Creio eu, que isso também não seja pecado. Isso é algo particular do gosto do casal. Se ambos acharem que devem praticá-los, ótimo! Mas se um dos dois não se sentir bem com qualquer ato desses, então é melhor respeitar.

Todavia, para mim, a criatividade é algo muito positivo, inclusive na cama. Isso inova, torna as coisas mais interessantes, e evita que isso se torne algo monótono, ou repetitivo. Na verdade, isso vale não só entre quatro paredes, mas também no dia a dia do casal. É aí que entra o ser em extinção, chamado romantismo. Dá para ser romântico até na intimidade!

E, por fim, voltando ao pecado, não acredito que Deus castigue e condene qualquer tipo de erro humano. Deus é Amor, é Perdão. Ele sempre irá perdoar Seus filhos, e jamais irá castigá-los. O que pode acontecer, segundo a magnífica lei Natural que Ele criou, chamada Lei da Atração (ou Lei Mental), é colhermos o que plantamos. Portanto, ao usar alguém, certamente serás usado (não necessariamente no mesmo aspecto que usastes o próximo), e isso não é punição, e sim a colheita do próprio plantio.

Bom, está aí minha opinião! O assunto é vasto e possui diversas opiniões. Mas, por hoje encerro aqui!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s