Quem nunca sentiu solidão?

Post escrito originalmente em 3 de fevereiro de 2012.


Olá a todos! 🙂 Como vão?

No post de hoje, transcrevo um texto meu, que escrevi pensando em fatos que vivi e, também, que observei durante minha vida. Não é uma crítica a ninguém, e respeito quem pense diferente. É só algo que notei nas pessoas dos dias de hoje!

Quem nunca sentiu solidão?
Foto postada por Sérgio, deste blog.

Quem nunca sentiu solidão?

Dizer que “Não preciso de ninguém para ser feliz“, ou “sou feliz sendo sozinho(a)“. Não pode ser verdade. Existiria um alguém assim? Que nunca se sentiu só?
Quem diz isso, desconhece a solidão. Acredito que não há ninguém no mundo que não a tema.
Muitos poderão chamar isso de frescura, ou coisa de gente fraca ou dependente… mas não é essa a questão.

Viver só é possível, assim como gostar de estar só, também não é impossível… Mas duvido que alguém possa dizer “sou feliz“, com os olhos brilhando e o coração sorrindo, estando sozinho… sem poder compartilhar alegrias e tristezas com amigos, sem poder abraçar pais, familiares e pessoas queridas, sem nunca ter dito “te amo” para uma pessoa amada.
E se houver alguém assim, com certeza, essa pessoa nunca amou de verdade.

Aliás, tenho reparado que encontrar amor nas pessoas está cada vez mais raro… Vejo um oceano de egoísmo se espalhando por todos os lugares. E por conta disso, as pessoas se tornam mais solitárias, e pior, nem se dão conta disso.

Vejo muito isso: enquanto a pessoa é “útil”, mantém-se contato. Entendam a palavra “útil” no sentido mais amplo da palavra. Não só em questão de favores, ou de poder “usar” a pessoa, mas também para companhia (que sim, é algo que um amigo verdadeiro faz), para desabafos, etc… Porém, quando essa pessoa deixa de ser “útil”, ela simplesmente é descartada ou esquecida (já isso, não é algo que uma pessoa amiga deveria fazer)… sendo procurada novamente quando for “útil” de novo.
Pode parecer exagero, mas eu mesmo já levei “bronca” por não poder acompanhar uma pessoa numa saída.

É isso que chamo de egoísmo… essa pessoa nem perguntou o porque de não poder acompanhá-la… simplesmente achou ruim e pronto! Não houve interesse pela causa de não poder ir, e muito menos me permitiu explicar. Sei que não foi com intenção de magoar, e nem foi pensado… Hoje isso é “natural“! Todos (ou, a maioria) julgam sem saber os motivos!

Até mesmo em um desabafo, a pessoa que “escuta” julga a situação e a quem desabafa. Muitas vezes achando besteira, pois a resposta “certa” é “óbvia“. Porém eu digo… se fosse fácil, porque sofreríamos?
Raramente vejo alguém se colocando no lugar das outras pessoas, antes de julgá-las… muitas vezes o “certo” não é o melhor… tudo depende da situação e, principalmente, dos SENTIMENTOS de quem desabafa…
Aliás, quando alguém desabafa, ela não quer uma resposta certa, ela quer apenas compartilhar a tristeza (ou seja, desabafar!), portanto, deveríamos apenas ESCUTAR atentamente. Um conselho também é bem-vindo… um abraço talvez… para sentir a tristeza dessa pessoa… trocar ideias… mas nunca um julgamento ou uma sentença do tipo “é só fazer isso que resolve” ou “faz aquilo e pronto” ou “é tão fácil! Faz assim!“…

As pessoas se interessam pouco umas pelas outras, no entanto, elas querem que os outros se interessem por elas… muitas até forçam isso. E é fácil provar o que estou dizendo! Respondam: Quantas pessoas você, que está lendo este texto, conhece? Dessas pessoas que são conhecidas, por quantas você realmente se importa? Dessas pessoas com quem você se importa… de quantas você conhece seus sonhos? Suas alegrias? Suas tristezas? Seus traumas e medos? Quantas vezes você perguntou sobre isso para elas? Quantas vezes incentivou-as nesses aspectos?

Se o número for alto, parabéns! Você é uma exceção! 🙂

Muitos podem pensar “pra quê saber isso?“. Eu respondo: pelos mesmos motivos que tens ao querer contar de si mesmo para os outros. Porque você gosta de ser ouvido quando quer falar algo?

Fico triste vendo as pessoas se focarem tanto em si mesmas, desconsiderando totalmente os outros… ou ao ver pessoas rindo de alguém que está sofrendo… ou tiram sarro dos defeitos ou dificuldades dos outros… dói ver uma pessoa solidária ou boazinha se sacrificando pelos outros e sendo chamada de trouxa por causa disso, pela maioria, sendo que na verdade deveria ser admirada… pior ainda quando dizem que essa pessoa não tem amor próprio… afinal, é comum confundirem egoísmo com amor próprio.

O amor próprio é importante… temos que gostar e cuidar de nós mesmos! Mas de nada adianta estarmos bem conosco, se no final, estivermos sozinhos… Por isso procuramos alguém que possamos amar e que nos ame reciprocamente!

Para quem teve a paciência de ler até aqui, muito obrigado! Não precisam concordar comigo, eu posso estar errado quanto a esses assuntos… mas é a conclusão que cheguei nesses meus 25 anos de existência, ouvindo, observando, sofrendo, me decepcionando, sentindo, chorando, consolando… entendi que, ao contrário da maioria, preciso aprender a considerar e me preocupar menos com os outros… cuidar mais das pessoas que merecem e menos das demais… mas será que consigo?

Bom… Esse é o texto! Relendo agora, está mais com cara de desabafo! :p Desculpem! Mas enfim… Não escrevi nenhum post sobre a solidão, então fica valendo esse!

A solidão é um sentimento que, os que já o conhecem, temem! E os que não o conhecem, deveriam temer…

Lembrando que estar solitário e estar sozinho são coisas diferente! Quem está solitário, mesmo no meio de uma multidão conversando com ele, se sente só. Quem está sozinho, pode estar em algum lugar sem ninguém por perto, mas seu coração está preenchido. (Diferença sutil, mas importante!).

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s