Ser romântico

Post escrito originalmente em 24 de novembro de 2014.


Olá a todos! 🙂 Como vão?

No post de hoje, falarei sobre o romantismo. Não faz muito tempo, toquei nesse assunto, mas o que irei discorrer hoje será sob uma perspectiva diferente.

Ontem, navegando pela internet, me deparei com um comentário que falava sobre o romantismo ser a melhor “técnica” para se “catar” meninas. Tive duas reações ao ler isso. Inicialmente, fiquei chocado. Depois, revoltado… A começar pela expressão “catar”, que deveria ser utilizada apenas para objetos… Mas enfim, escrevi um texto que postei em meu Instagram:

Ser romântico
Foto retirada deste site.

Ser romântico

Ser romântico, não é só ser gentil, é saber demonstrar o quanto alguém é especial, com palavras e atitudes sinceras.

Ser romântico, não é só ser carinhoso, é conseguir tocar no fundo do coração da pessoa amada.

Ser romântico, não é só ser cavalheiro, é conseguir transformar respeito e educação em atitudes para a amada.

Ser romântico, não é só escrever poesias, é transformar o relacionamento em versos e rimas, junto com a amada.

Ser romântico, não é só levar flores e chocolates para amada. É ser criativo para surpreender e não cair na rotina.

Ser romântico, não é pra conquistar alguém para passar a noite, ou pra “ficar”. É para demonstrar sentimentos por quem você já gosta.

Ser romântico, não é ser grudento ou “melozinho”. É estar presente sempre sem precisar estar grudado. É querer proteger o sorriso da amada a qualquer custo.

Ser romântico, não é ser machista. É reconhecer que aquela mulher é única na vida, querendo cuidar, agradar, mimar e faze-la sentir amada.

No entanto, o romântico só consegue existir ao lado de uma romântica.

O conceito de romantismo anda equivocado. Não devemos deixar ele desaparecer, se perder ou se confundir. Pois a magia do amor depende disso. Quando o amor é muito prático, torna-se monótono, seca e deixa de brilhar. Digam SIM ao romantismo verdadeiro!

Infelizmente, não guardei o link de onde eu li o comentário… Mas acho que não é novidade que muitos homens usam-se de romantismo e atitudes doces para conquistar mulheres, seja em baladas, seja na internet, na escola, ou onde for… Porém, não por amarem esta mulher, mas sim por acharem ela bonita, ou “gostosa” (outro termo que acho horrível), ou por ela ser popular, ou até por ela ser difícil (pois ainda existem mulheres que se dão valor de verdade, mas alguns homens veem isso como um troféu para se gabar depois.). Enfim… o “ser romântico” virou ferramenta de conquista.

Não estou dizendo que não se pode usá-lo para conquistar, porém, que seja para cativar a mulher que ama, com quem intenção de ter um relacionamento sério e duradouro. E não para passar a noite, ou apenas dar uns beijos (o famoso “ficar“, ou ter “rolinhos“).

Eu imagino quantas pessoas já se machucaram e se desiludiram por causa de pessoas assim, que usam da amabilidade para conseguirem o que quer. Quero ressaltar que não são só os homens que fazem isso, existem mulheres que também brincam com o coração dos homens.

O romantismo deveria ser algo feito somente para a pessoa por quem se tem sentimentos sinceros e verdadeiros. Assim como beijar na boca, fazer sexo e dizer “te amo“. São atitudes íntimas, e que demonstram vontade de união. E, esta vontade só pode existir para com a pessoa amada, com quem se deseja estar junto o resto da vida, com quem almeja-se partilhar dos bons e maus momentos, com quem aspira-se superar todas as adversidades com apoio mútuo.

“Ficar” com alguém numa balada ou festa (ou seja lá onde for), tem algum significado? Alguns dizem que é para “experimentar” a outra pessoa… Mas beijá-la vai fazer começar a amá-la? Não creio, pois o amor é quando se gosta da pessoa como ela é, seu jeito de ser, suas qualidades, seus defeitos, seu modo de falar, seus princípios… Beijando alguém, não se conhece nada disso… Ao meu entender, o “ficar” é apenas uma forma das pessoas conseguirem se satisfazer, seja só nos beijos e amassos, seja em atos mais quentes e profundos. O outro é apenas objeto de prazer próprio, pouco importando os sentimentos do outro.

Há quem argumente coisas como “Ah! Eu estou aproveitando, mas o outro lado também está gostando”. Pode até ser… Mas há quem esteja curtindo o momento por achar que é algo genuíno. Para a mulher principalmente, muitas se entregam somente por acharem que estão sendo amadas, quando, na verdade, estão apenas sendo usadas. Achar que todo mundo faz somente e exclusivamente por prazer, é ter a mente fechada  e egoísta, pois há pessoas com princípios e valores diferentes.

Ser romântico numa situação dessas, é o mesmo que ofender ao verdadeiro romantismo. Que enxerga o amor em sua forma mais plena, pura e elevada. Que visa fazer sorrir, com sinceridade, a pessoa que se ama profundamente. E, que na hora da intimidade quer, mais do que qualquer coisa, proporcionar à pessoa amada o prazer, além de carinho e AMOR. Concordam que se, entre um casal, ambos agirem assim, os dois se satisfarão, e sem ter atitudes egoístas que visem o próprio prazer? E, melhor ainda, com sentimentos puros e sinceros!

O romantismo é para ser algo mágico, que faz o sorriso brilhar por dias e semanas. Que faz querer, mais e mais, estar junto da pessoa amada. O romantismo pode estar nas atitudes, na criatividade, nas palavras, e porque não, na cama também. Afinal, isso só existe quando ocorre entre um casal que se ama verdadeira e reciprocamente.

Quem é romântico, em seu significado mais profundo, valoriza os pequenos gestos, como andar de mãos dadas, sorrir de forma apaixonada, o dizer um “eu amo você” sem motivo algum, a forma carinhosa de chamar a pessoa amada, seja com apelidos ou com outros termos.

E, tudo isso só pode ocorrer de forma espontânea, quando há sentimentos de verdade. Usar isso para conquistar alguém para proveito próprio, ao meu enxergar, é o mesmo que mentir, enganar, agir egoisticamente.

Estou escrevendo sob uma perspectiva onde o homem age mal, porém, quero lembrar que o mesmo vale para a mulher. Há quem utilize-se de atitudes doces e carinhosas com os homens, fazendo-os achar que há algum sentimento, quando na verdade não há. É a mesma situação que descrevi acima, só que invertida.

A mulher de verdade, ao meu compreender, deve ser cuidadosa para não fazer o homem entender errado. Ser atenciosa é algo bom, é só atentar para não ser carinhosa demais. Algumas fazem sem querer, mas tem outras que fazem de propósito, visando ter um grande número de homens atrás dela (ou para outros propósitos que desconheço… Afinal, ainda não compreendo muito bem esse tipo de atitude.).

Falando em mulher, penso em escrever um post falando sobre elas. Do paradoxo de elas conquistarem espaço, visando serem valorizadas (o que acho muito positivo); e ao mesmo tempo, a atitude que algumas (de uma porção considerável) tomam, desvalorizando a si próprias, mostrando-se como “objeto” para os homens. Mas isso fica para outro dia.

Enfim, aos que me compreendem, tanto homens quanto mulheres, devemos ficar em alerta, para não sermos “enganados” pelos “falsos românticos“. Mas acho que é fácil de perceber quando o outro está apenas com segundas intenções, ou quando há sentimentos sinceros.

Enfim, hoje encerro por aqui!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s