Brincadeira x Ofensa

Post escrito originalmente em 06 de janeiro de 2012.


Olá a todos! 🙂 Como vão?

No post de hoje falarei sobre o limite que separa a brincadeira da ofensa. Na verdade, este limite é tão evidente… Embora muitas vezes não percebamos.

Brincadeira x Ofensa
Brincadeira x Ofensa – Imagem retirada deste site.

Ao meu entender, brincadeira é algo saudável, onde todos se divertem e dão risada, e ninguém se machuca.

Porém, muitas vezes, a “brincadeira” envolve uma determinada pessoa, e é aí que mora o perigo. Ao falarmos de alguém, mesmo que seja brincadeira, devemos prestar atenção se isso não vai ofender ou machucar a “pessoa-alvo”. O problema é que a maioria é egocêntrico o suficiente pra não pensar e nem se importar com isso… Ou pensam: “Essa brincadeira não é nada, se fosse eu, aceitaria de boa!”.

O ponto é que essas se esquecem que o alvo não é ela mesma, e sim outra pessoa, um outro indivíduo, que pensa diferente e teve experiências e traumas diferentes. Nenhuma pessoa é igual à outra. O que pode ser uma brincadeira de nada para uma pessoa, para a outra pode ser uma ofensa, ou pode machucar muito.

Muitos podem pensar que isso é frescura, mas geralmente, os que tem essa visão, quando se sentem ofendidas, são as que mais acham ruim. Bem que dizem: “Pimenta nos olhos dos outros não arde”.

Acredito que em muitos casos, é assim que se inicia o bullying nas escolas. Pessoas sem noção que acham engraçado ver a reação da pessoa ofendida, continuando a “cutucar” o alvo (Embora existam outras diversas motivações para esta prática tola).

O que falta entre as pessoas de hoje é o respeito. A vontade de se interessar e compreender os sentimentos dos outros. No fundo, cada um só se preocupa consigo mesmo, julgam que a brincadeira não é ofensiva através de seus próprios conceitos e experiências, e não se preocupam com os sentimentos dos outros.

É certo que mesmo pensando sobre isso e prestando atenção podemos machucar alguém sem querer, pois é impossível conhecermos 100% as pessoas. Porém, ao percebermos que ferimos alguém, devemos nos desculpar e parar com a brincadeira. (E sinceramente, eu NUNCA vi isso acontecer).

Existem também os que ofendem por querer, e para não pegar mal para eles mesmos, dizem que foi só brincadeira… Essa é a pior coisa, ao meu ver. Pois, além de ser alguém ofensivo, é covarde, não assumindo que feriu o outro porque quis.

Lendo e-mails e scraps (sim, do agonizante orkut, na época em que era bom), percebi que naquela época, as pessoas eram mais simples, puras e amigáveis. As amizades eram valorizadas e sinceras! E como as brincadeiras eram saudáveis! Mexia-se um com o outro, mas existia RESPEITO.

Uma mesma brincadeira muda conforme o modo de se falar. Percebemos quando alguém brinca com a gente respeitando e quando brinca ofendendo ou depreciando a imagem do “amigo”.

Acho importante, quem se interessar em ler este post, refletir e, se for o seu caso, mudar suas atitudes.

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s