Música em Minha Vida

Olá pessoal! 🙂 Como vão?

Na postagem de hoje falarei sobre a música, e o quão importante ela pode ser na vida de uma pessoa. Discorrerei brevemente também, um pouco sobre minha relação com ela.

Música em Minha Vida
Música em Minha Vida – Montagem feita por mim, com foto minha e imagens de artistas que gosto.

Como podemos defini-la? São sons de diversos tons, que são feitos em um certo ritmo, dentro de um tempo determinado. Assim como toda arte, ela expressa sentimentos e emoções do compositor/letrista.

Mas, por que será que determinadas músicas mexem tanto conosco? Fazem-nos associar a sentimentos e lembranças? Quem não possui uma que faz recordar de alguém, ou de um momento especial? São como trilhas sonoras de nossas vidas! Já imaginaram um filme sem trilha? Seria muito mais difícil para os diretores transmitirem sensações das cenas, tão importante são as músicas.

Acredito que o motivo delas nos influenciarem tanto, é por elas serem ondas (sonoras), assim como nossos sentimentos, que também são ondas (mentais). Elas ressoam e entram em sintonia/harmonia.

E vocês? Possuem uma trilha sonora de sua vida? Eu tenho a minha! E, ela muda de tempos em tempos, por isso, não vou transcrevê-la aqui! Mas, atualmente, está repleta de músicas do Flower, E-girls, Dream,  EXILE, Ohara Sakurako, Ieiri Leo, Sonar Pocket, …, e por aí vai!

CD - Era uma vez - Sandy & Junior - Ao Vivo
CD – Era uma vez – Sandy & Junior – Ao Vivo

Quanto à música em minha vida, lembro-me que a primeira vez que me interessei por alguma música foi por conta da novela da Rede Globo, chamada “Era uma Vez“, que tinha como tema a música da dupla Sandy & Júnior, cujo título tinha o mesmo nome. Gostei dela, e isso, somado a uma amiga da escola que curtia a dupla, acabou fazendo-me tornar fã deles. Gostava de cantarola-las! E, não muito depois, passei a curtir o pai e o tio dessa dupla: Chitãozinho & Xororó.

Em algum momento, entre a 1ª e 2ª série, fui elogiado pela minha professora de música, a tia Anita! Jamais me esqueci! Ela disse que eu tinha jeito para música!

Lembro-me que até quis aprender a tocar violão, mas me foi proibido. Mesmo assim, continuei curtindo e cantando as músicas pop e sertanejo da época, incluindo Leandro & Leonardo, Zezé Di Camargo & Luciano, João Paulo & Daniel, KLB, Rouge, Pedro & Thiago, e por aí vai….

Single - GLAY - HAPPINESS
Single – GLAY – HAPPINESS

Mais ou menos entre 2000 e 2002, passei a assistir animes que passavam no Cartoon Network (eu sou da época de “Os Cavaleiros do Zodíaco“, da Rede Manchete, nos anos 90, mas as músicas eram todas versões da abertura francesa ou músicas originais brasileiras e, além disso, não tinha internet ainda!), com isso, conheci o gênero J-Pop, por conta das aberturas e encerramentos desses animes. Assim, passei a gostar de vários artistas como JUDY & MARY, Kageyama Hironobu (影山ヒロノブ), Kawamoto Makoto (川本真琴), T.M. Revolution, V6, dream, BoA, Do As Inifity, etc. Todavia, aprofundei-me mais nesse estilo musical quando minha amiga Eliane emprestou-me alguns CDs da Amuro Namie (安室奈美恵), Suzuki Ami (鈴木亜美), Mr. Children, globe e GLAY. A partir de então, abandonei as músicas nacionais e passei a curtir quase que exclusivamente as japonesas. Foi mais ou menos nessa época, também, que consegui entrar num conservatório musical, o Allegro Vivace, onde em um recital, cantei as músicas “Mais Uma Vez” do Renato Russo, e “Velha Infância” do Tribalistas.

Single - WaT - Boku no KIMOCHI
Single – WaT – Boku no KIMOCHI

Já em Rio Preto, onde tinha aulas de japonês com minha querida e eterna Miki, cantávamos músicas japonesas no final das aulas. As que me marcaram mais foi “Boku no KIMOCHI” (僕のキモチ) do WaT, onde nós fazíamos um belo dueto, e “Fukai Mori” (深い森) do Do As Infinity. Além disso, na festa de final de ano da escola de japonês, cantei a música “Shiki” (四季), do trio w-inds., que me foi sugerida pela minha amiga de infância Marie. Uma apresentação que me marcou também, foi o da Camila e Manu, que cantaram “Houkiboshi” (ほうき星), da cantora coreana Younha (윤하). Minha cantora preferida nesse período era a YUI! Aliás, foi por causa de uma das músicas desta que eu conheci uma querida amiga, a Mieko, numa comunidade do orkut, por causa da música “Good-bye days“, tema do filme “Taiyou no Uta“.

Single - YUI for Amane Kaoru - Good-bye days
Single – YUI for Amane Kaoru – Good-bye days

Alguns anos depois, já estudando na PUC-CAMP, houve um tipo de show de talentos, onde eu cantei a música “BLAZE” do cantor KINYA. Nessa época, eu já escutava exclusivamente J-Pop. Curti, por um curtíssimo período, o K-Pop, mas logo parei de acompanhar.

Alguns anos após me formar, por certos motivos que não convém ao post, eu fiquei muito para baixo, em uma grande depressão. Houveram dias em que ficava em meu quarto, só assistindo doramas e filmes, e ouvindo músicas (sendo estas, meu grande apoio).

Single - Momoiro Clover Z - Saraba, Itoshiki Kanashimi-tachi Yo
Single – Momoiro Clover Z – Saraba, Itoshiki Kanashimi-tachi Yo

Lembro-me que até perdi o interesse e sonho de cantar. Foi quando eu assisti o dorama “Akumu-chan” (悪夢ちゃん) que conheci o grupo idol mais estranho que já tinha visto, o Momoiro Clover Z (ももいろクローバーZ). Elas interpretaram o tema do dorama mencionado, o “SARABA, Itoshiki Kanashimi-tachi Yo” (サラバ、愛しき悲しみたちよ). Foi amor à primeira vista. A principal característica do grupo é a alegria, sempre fazendo coisas inusitadas em suas apresentações (elas são doidas mesmo!), e sempre com letras positivas. De tanto ouvi-las, aos poucos, fui conseguindo me animar mais. Digo que elas realmente me salvaram! E, por muitos anos, só ouvia as músicas delas e, posteriormente, de seus grupos irmãos: Shiritsu Ebisu Chuugaku (私立恵比寿中学), Team Syachihoko (チームしゃちほこ) e Tacoyaki Rainbow (たこやきレインボー).

Com isso, voltei a cantar esporadicamente, mas sem muita empolgação. Quem me devolveu o sonho em cantar, eu conheceria um pouco mais para frente….

Digital Single - Sonar Pocket - Shitsuren ~Kimi wa Ima, Shiawase Desukua?~
Digital Single – Sonar Pocket – Shitsuren ~Kimi wa Ima, Shiawase Desukua?~

Tempos depois, minha amiga Marie me recomendou um monte de músicas maravilhosas! Muitas delas me marcaram muito, como “Love Story” da Amuro Namie, “Shitsuren ~Kimi wa Ima, Shiawase Desuka?~” (失恋~君は今、幸せですか?~) do Sonar Pocket (ソナーポケット), Starlight Parade (スターライトパレード) do SEKAI NO OWARI, “Message” da Ieiri Leo (家入レオ), “Sakura ~Anata ni Deaete Yokatta~” (さくら 〜あなたに出会えてよかった〜) do RSP, “WHITE LOVERS -Shiawase na TOKI-” (WHITE    LOVERS-幸せなトキ-) do GACKT, entre muitas outras.

Nesse ínterim, comecei a curtir também, a Ohara Sakurako (大原櫻子). Eu a conheci inicialmente como atriz, no dorama “Koinaka” (恋仲). Como cantora, acho que a primeira música que ouvi foi “Daisuki” (大好き).

Single - E-girls - Mr. Snowman
Single – E-girls – Mr. Snowman

Certa vez, minha mãe ouviu, por acaso, a música “Mr. Snowman” do supergrupo E-girls. Já tinha ouvido falar delas, mas nunca me interessei. Por serem muitas garotas, imaginava que era mais um grupo idol como AKB48, ou Morning Musume. (モーニング娘。), (nada contra esses grupos, gosto de algumas músicas delas, mas me incomoda o constante troca troca de membros), por isso, nunca dei muita bola. Porém, com a recomendação, curti a música e assisti ao clipe, descobrindo que elas não são idols e, quando repentinamente vejo o Dream lá no meio (sim, aquele mesmo dream, que curtia desde meados de 2002, elas passaram por muitos altos e baixos, até sumirem por um tempo. Eu havia achado que o grupo tinha terminado.). Para quem não sabe, o E-girls era composto, na época, pelas unidades Dream, Happiness e Flower.

Single - Flower - Yasashisa de Afureru Youni
Single – Flower – Yasashisa de Afureru Youni

Foi aí que eu me interessei, não só pelo E-girls, mas também pelas suas unidades, além de uma outra predecessora, chamada Love. Quando ouvi o Flower pela primeira vez, com a música “Yasashisa de Afureru Youni” (やさしさで溢れるように), o cerne de minha alma foi tocado pela voz da vocalista Washio Reina (鷲尾伶菜), que pode-se dizer que é, atualmente minha musa inspiradora. Passei a procurar todas as músicas da unidade em questão, e me apaixonei por praticamente todas! E, graças à Reina, minha vontade de cantar renasceu das cinzas! Além de superar um complexo que me havia sido imposto quando era mais jovem, o de não ser capaz de cantar músicas de tons femininos.

Atualmente, minhas playlists e repertórios estão repletos de músicas dos grupos e artistas do chamado E.G. family, que é composto atualmente por E-girls, DANCE EARTH PARTY, Dream Ami, Happiness, Flower e SudannaYuzuYully (スダンナユズユリー).

Como podem ver, minha vida e meus sonhos foram salvos pela música! E, sou muito grato, em especial ao Momoiro Clover Z e ao Flower.

Obviamente, houveram muitos outros artistas e músicas que marcaram minha vida, mas é impossível registrar todas por aqui!

Para encerrar, quero repostar uma poesia minha, escrita em 8 de junho de 2016, e postada em meu antigo blog em 24 de junho do mesmo ano, chamada “Eu e o Musicar“. Espero que gostem!

Eu e o Musicar
Eu e o Musicar – Imagem retirada deste site.

Eu e o Musicar Poesia: Eu e o Musicar

 

A música, assim como as demais modalidades de arte, são a expressão do cerne da alma, em forma de sentimentos convertidos em melodia. Para mim, a música é a companheira mais confiável que podemos encontrar, pois ela toca no fundo do coração, e ainda identifica e se envolve no que está ali, sem julgar ou criticar.

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s