[SEICHO-NO-IE] Abençoar ao invés de odiar

Post escrito originalmente em 30 de setembro de 2012.


Olá para todos! 🙂 Como estão?

Faz muito tempo que não posto nada da SEICHO-NO-IE, não é mesmo?

Então, hoje trago um trecho do volume 1 do livro “A Chave da Vida Feliz“, o qual estou lendo atualmente estava lendo na época da postagem original.

Abençoar ao invés de odiar
Imagem retirada deste blog.

“Odiando e amaldiçoando o próximo, esse ódio e maldição voltarão para ferir a própria pessoa. Por outro lado, abençoando o próximo, orando pela sua felicidade, pelo seu êxito e pela sua saúde, essa oração se voltará para a própria pessoa, que então será abençoada, será feliz, terá êxito nas suas atividades e multiplicará a sua saúde.”

(Masaharu Taniguchi – A Chave da Vida Feliz – Volume 1)

Um dos posts mais acessados, em relação à sentimentos, é o “Ódio & como curá-lo!“. O que me faz pensar que muitas pessoas possuem este tão triste sentimento.

No entanto, se pensarmos bem, odiar alguém não resolve nada. Pelo contrário, piora a situação, principalmente para quem odeia. Certa vez postei uma história que ilustra muito bem isso, chama-se “O Carvão“.

O que a SEICHO-NO-IE diz, é que todas as nossas ações possuem uma reação. Se mandamos ódio para as pessoas, nos ferimos na mesma intensidade com que odiamos. Muitos podem discordar, dizendo que odeia alguém, mas não se machuca, certo? Mas, do fundo do coração… Será que esta pessoa que odeia sente-se feliz por carregar ódio? É possível estar satisfeito e dormir tranquilo, guardando ódio no coração?

O contrário também é válido! Quando doamos amor para as pessoas, nos retornaram coisas boas com o mesmo “valor”. Então, algumas pessoas podem contestar: “Mas eu amo tanto fulano, e só me ferro! Não sou correspondido!”. Neste caso, talvez, o conceito de amor é que está distorcido. O amor verdadeiro ama sem esperar nada em troca! É feliz apenas por poder amar!

Dentre vários posts meus, o post “O grau mais elevado do amor” (também da SEICHO-NO-IE) é o que melhor explica isso, acredito eu.

Lembrem-se! Pensamentos e sentimentos positivos atraem acontecimentos e um destino positivo! Pois eles combinam! Da mesma forma, o negativo atrai doenças, tragédias e coisas ruins, pois eles também se compatibilizam.

Por conseguinte, pensamentos/sentimentos positivos não condizem com acontecimentos ruins! Portanto, se mantivermo-nos sempre positivos, podemos afastar tudo o que há de ruim.

Bom, por hora é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] Estou apenas começando!

Olá a todos! 🙂 Como estão?

Na postagem de hoje transcrevo um trechinho de um livro da SEICHO-NO-IE, chamado “Livro Juvenil de Orações“, do mestre Masaharu Taniguchi.

Estou apenas começando!
Estou apenas começando! – Foto retirada deste site.

“Para aquele que pensa ‘Estou apenas começando!’, não haverá desesperança. Ele não desanimará mesmo que agora esteja em dificuldades. E, mesmo que já tenha conseguido grande êxito ou alta posição, sabe que poderá melhorar ainda mais. ‘Estou apenas começando’ – quem pensa assim, contém dentro de si força para progredir ainda mais, por maior que seja o êxito já alcançado. Ele encerra dentro de si uma força infinita.” (TANIGUCHI, Masaharu. “Livro Juvenil de Orações”. SEICHO-NO-IE DO BRASIL. 12ª impressão. p.166)

É um ensinamento simples, mas, que nos mantém motivados tanto em caso de adversidade, quanto na vitória. Afinal, após se conquistar um completo êxito, pode ocorrer de vir o desânimo, por já não ter mais seu objetivo. Todavia, pensando da forma colocada pelo Mestre Taniguchi, podemos buscar algo em que possamos melhorar ainda mais! Podem até ser detalhes ou complementos para o êxito já obtido, ou até novos sonhos a serem conquistados. Sempre há caminhos virgens a serem trilhados, basta olhar com serenidade e Sabedoria.

A postagem de hoje é curtinha! Li esse trecho esses dias, e achei que seria interessante compartilhá-lo aqui.

Por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] Diferença entre teimosia e perseverança

Post escrito originalmente em 27 de novembro de 2014.


Olá a todos! 🙂 Como estão?

No post de hoje trago trechos da SEICHO-NO-IE. Após as citações, discorrerei sobre o assunto sob minha visão.

Diferença entre teimosia e perseverança
Diferença entre teimosia e perseverança – Imagem retirada deste site.

“O teimoso é levado pelo ego, quer fazer prevalecer o seu modo de pensar ou seu desejo, pouco se importando com o incômodo que causará a outra pessoa; não sabe ouvir e só quer falar.
O perseverante que se torna vitorioso é aquele que mantém a mente focada no seu objetivo e que sabiamente ouve os mais experientes para aprender.”

(Heitor Miyazaki – Conquiste a Felicidade com o Amor)

“Quem tem anseio de buscar glórias, de subir no podium, prejudicando os colegas, inventando fofocas e ignorando a conduta ética, satisfaz o ego, porém, mais cedo ou mais tarde, ele cairá e encontrará a infelicidade.”

(Heitor Miyazaki – Conquiste a Felicidade com o Amor)

“Isso deve ter ocorrido com Napoleão, quando esteve preso na Ilha de Santa Helena, fato que o levou à autorreflexão:
‘Eu, para poder dominar os povos, procurei manter a minha dignidade, trazendo à fronte uma coroa dourada, no peito medalhas brilhantes, à cintura uma espada de ouro, e nos pés botas magníficas. Mesmo assim, o meu fracasso foi total. Por outro lado, houve alguém que, sem trazer nada à cabeça, sem medalhas no peito, maltrapilho, pés descalços e sem ornamento algum, cativou o coração da humanidade. É ele nada menos que o filho do carpinteiro de Nazaré, Jesus Cristo.'”

(Heitor Miyazaki – Conquiste a Felicidade com o Amor)

Muitos acham que perseverança e teimosia são a mesma coisa, porém são duas características distintas e até opostas.

Ser teimoso é manter uma ideia/valor fixo, não querendo nem saber sobre outras formas de enxergar a questão. O que este estabeleceu é absoluto, e tenta impor isso às demais pessoas, rejeitando tudo o que for contrário a seu modo de pensar.

Em contrapartida, o persistente é aquele que tem um objetivo fixo, porém não rejeita outros valores e meios para alcança-lo. Escuta os mais experientes, balanceia o que lhe parece servir, absorve isso, e descarta o que não concorda (atenção: descarta depois de escutar e refletir).

O persistente utiliza tudo o que tem a disposição para abrir caminho para seu objetivo. E, se for sábio, transforma o que todos dizem ser empecilho em propulsor para acelerar sua caminhada.

O teimoso pode até chegar a seu objetivo, assim como Napoleão fez, utilizando-se da força do ego, impondo aos outros através da força, conquistando vitórias. Porém, esta mesma teimosia, cedo ou tarde, o levará a ruína. No caso de Napoleão, teimou em atacar a Rússia, mesmo sendo alertado sobre o inverno rigoroso de lá, o que o levou à derrota total.

Por outro lado, por ser flexível, o persistente alcança o mundo fácil e naturalmente, como Jesus Cristo, que nunca impôs nada, mas tinha milhares de seguidores (e tem até hoje).

Feliz é aquele que tem a mente ilimitada, que não se prende dizendo “se quiser isso, tem que fazer/ser desse jeito”. A flexibilidade pode nos fazer enxergar caminhos mais tranquilos e/ou mais agradáveis.

Ser flexível, no entanto, não significa aceitar tudo o que os outros recomendam. É preciso saber ponderar o que é bom para si. E, o mais importante: ser fiel aos seus valores.

Vou dar um exemplo sobre eu mesmo. Tenho um valor, que estimo muito, que é o de não demonstrar amor a quem não tenho sentimentos. Demonstrar amor, me refiro a “beijar“, ter “relações mais íntimas“, dizer “te amo“, etc. E, por um bom tempo, teimei em sequer reparar em outras garotas, pois amava alguém. Não que eu ignorasse as meninas, mas não me aproximava demais, mantendo sempre apenas amizade. Isso foi teimosia minha.

Hoje, acho que estou mais aberto, embora mantenha os meus valores, continuando a recusar-me a “ficar”, ou a ter os chamados “rolinhos”. Mas estou mais atento às moças que entram em minha vida. Se um dia, encontrar um outro alguém por quem eu sinta amor, porque não tentar? Mas, persisto no sonho de me casar com uma mulher que eu ame de verdade, e que me corresponda igualmente.

Conquiste a Felicidade com Amor - Heitor Miyazaki
Conquiste a Felicidade com Amor – Heitor Miyazaki

Bom, é isso! Por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] A conduta do outro é reflexo de nossa própria mente

Post escrito originalmente em 25 de março de 2012.


Olá a todos! 🙂 Como vão?

No post de hoje, trago mais um trecho da SEICHO-NO-IE.

A conduta do outro é reflexo de nossa própria mente.
A conduta do outro é reflexo de nossa própria mente. Foto retirada deste blog.

A conduta do outro é reflexo de nossa própria mente.

“A maioria das pessoas pensa que os fatores externos são as causas de suas infelicidades ou dificuldades, e se queixa: ‘Fulano é que causou isso; sicrano é o culpado disso’. Na verdade, a atitude dos outros é reflexo da mente da própria pessoa. Vemos nos outros a imagem refletida de nossa atitude mental. O mundo fenomênico é uma manifestação da mente – esta é a Verdade que Buda pregou.”

(Taniguchi Masaharu – Abrindo o Canal da Provisão Infinita)

Como o mestre Masaharu Taniguchi disse, o mundo ao nosso redor, assim como as pessoas com quem convivemos, são reflexos de nossa própria conduta mental. Talvez seja difícil aceitar esta Verdade, mas se “testarmos” isso, veremos que realmente, ao mudar nossa mente, mudamos o ambiente que nos rodeia.

Isso está diretamente ligado à lei: “os semelhantes se atraem“. Na verdade, não é exatamente uma atração, e sim, uma criação. Parece que estamos atraído, pois, nossa realidade é projetada de nossa mente.

Dificilmente alguém por quem sentimos antipatia, por mais que tentemos disfarçar e hajamos gentilmente, vai simpatizar-se conosco. Isso ocorre porque nossa atitude mental em relação a ele é de antipatia, isso manifesta-se como um sentimento recíproco por parte desta pessoa. Funciona como num espelho. Se você fizer acenar para um espelho, a imagem acenará de volta. Se mostrar cara feia, o outro lado também o fará. Em suma, recebemos de volta o que enviamos.

Caso queiram testar, imaginem alguém que vocês não gostam, e tente enxergar nessa pessoa suas qualidades e martele essas na sua mente de forma contínua e incansável, dizendo para si mesmo que essa pessoa é maravilhosa, seja persistente e verá a mudança com o tempo.

Se dominarmos nossa mente, teremos tudo o que desejarmos, desde que esteja em conformidade com a vontade de Deus.

O mundo exterior é um espelho do nosso mundo interior.

Bom, hoje é curtinho!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] Nós próprios criamos nossas oportunidades

Post escrito originalmente em 13 de dezembro de 2011.


Olá a todos! 🙂 Como vão? Faz tempo que eu não posto nada, né? Ando meio ocupado com um projeto pessoal, aí já viu, né?

Hoje estou passando aqui só para dar uma atualizada no blog! E vim falar sobre uma mensagem da SEICHO-NO-IE! (Faz tempo que não trago um trecho, né?).

Nós próprios criamos nossas oportunidades
Imagem retirada deste site.

A sorte não vem de fora. Nós próprios criamos nossas oportunidades.

As oportunidades parecem vir repentinamente de fora, mas, na realidade, somos nós quem as criamos e as fazemos acontecer. Existe um ditado antigo: “Ocorrem situações auspiciosas na casa onde há virtudes acumuladas”. Quem sempre dedica amor ao próximo e trabalha para dar alegria aos semelhantes terá naturalmente oportunidades que lhe trarão muita alegria.

(Masaharu – Viver Junto com Deus – A Verdade em 365 Preceitos)

Palavras do grande mestre Taniguchi Masaharu.

Realmente, a sorte nada mais é do que uma reação a nossas atitudes e pensamentos. Realizando boas ações, com a finalidade de fazer as pessoas sorrirem, trará a nós mesmos uma alegria em dobro.

Porém, não devemos fazer tais ações esperando a “recompensa“. Pois isso implica em falsidade, sendo atitude de interesseiro. Assim, só estaremos atraindo isso para nossas próprias vidas, ao invés de felicidade.

As atitudes devem ser tomadas com a sinceridade no coração, por amor ao próximo. Afinal, nós criamos o que vibramos. Se vibrarmos Luz de forma genuína, então criaremos tudo o que combina com isso para nós, em todos os aspectos.

ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR
ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR – Foto de Elson Diogo Masuzawa

Então, se quisermos ter boas oportunidades, devemos pensar/sentir e agir de forma condizente para que elas aconteçam. É assim que fazemos as nossas próprias oportunidades e, é assim que criamos a história de nossa vida.

Mudando um pouco de assunto, atualmente (na época da postagem original) estou lendo, dentre outros, o livro “ASSIM SE CONCRETIZA O AMOR“, do mestre Taniguchi Masaharu, e encontrei a resposta de uma questão que levantei no post “amor“, em relação às pessoas estarem amando e “desamando” facilmente nos dias de hoje… Em um próximo post falarei sobre isso, é bem interessante!

Por hoje é só! Tenham uma ótima semana!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] Para prosperar

Olá queridos e queridas! 🙂 Como andam?

Faz um tempo que não posto nada, já que não tenho mexido muito na internet. Hoje resolvi concluir uma tradução de música pendente, e postar algo da SEICHO-NO-IE para variar!

Para prosperar
Para prosperar – Foto retirada deste site.

Todavia, o trecho de hoje não é apenas uma mensagem de reflexão, e sim uma oração. Na realidade são palavras que eu acho legal mentalizar e proferir diariamente para atrairmos a prosperidade verdadeira (que não se resume apenas às riquezas materiais).

“Ó Deus, inspirai-me boas ideias que me permitam servir ao maior número possível de pessoas, através de trabalhos compatíveis com a minha vocação, e dai-me força para realizá-las.” (MINHAS ORAÇÕES. TANIGUCHI, Masaharu. SEICHO-NO-IE DO BRASIL. p.159)

Muitos pensam no trabalho como uma fonte de dinheiro e, que através de cargos altos ou de renome possam, através de seus salários elevados, tornar-se prósperos. Porém, a prosperidade não é só o acúmulo de dinheiro e outras riquezas materiais.

Considero como prosperidade também, o bem estar, a autorrealização e satisfação de estar fazendo algo por Amor (e não por dinheiro simplesmente). Quando trabalhamos dessa forma, este nunca é árduo. Pelo contrário, ele se torna algo prazeroso e, melhor ainda, estará beneficiando outras pessoas, pois, um trabalho feito com amor é muito mais bem feito do que o mesmo realizado sem vontade (isso pois, não estou considerando as questões energéticas.).

E, se o físico, mental e emocional estiverem alinhados, ao trabalhar dessa forma, infalivelmente a prosperidade material também se manifestará. Pois, estaremos criando isso com nossa posição mental, sentimental e com as atitudes.

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços Luminosos!

[SEICHO-NO-IE] Tudo é manifestação de Deus

Post escrito originalmente em 5 de fevereiro de 2012.


Olá para todos! 🙂 Como estão?

No post de hoje transcreverei um trecho da SEICHO-NO-IE! Espero que gostem!

Tudo é Manifestação de Deus
Tudo é Manifestação de Deus – Imagem retirada deste blog.

Tudo é manifestação de Deus.

Tudo o que existe no Universo se originou de Deus, mas muitas pessoas se esquecem disso, negam ou ignoram Deus e acreditam que todos os seres e coisas deste planeta não passam de simples matéria. Foi essa mentalidade que fez a civilização avançar na direção do consumo desenfreado de energia. É necessário que a a humanidade reconheça o erro e passe a cultivar o sentimento de gratidão e reverência a Deus, que está presente no âmago de tudo o que existe no mundo fenomênico.

(Taniguchi Seicho – Ichiban Taisetsu na Mono)

Bom, como o mestre Seicho Taniguchi escreveu, é muito importante estar ciente que não somos apenas um amontoado de matéria. Mesmo aos que não acreditam em Deus, devem entender que nós somos diferentes dos outros animais, por exemplo (entendam que diferente não significa superior).

Acho importante que todos acreditem em algo, seja em Deus, Buda, Alá… Mas que tenhamos a consciência de que Ele está sempre conosco e, diferentemente do que muitos acreditam, Ele não está acima de nós e não nos castiga nunca! Ele está dentro de nós, conosco, sempre tentando nos orientar para o caminho da Verdade. Nos ama incondicionalmente, nos perdoa quantas vezes forem necessárias, nos deseja sempre o bem!

* ATUALIZAÇÃO DA REPOSTAGEM: Hoje, eu digo que não somos apenas Filhos dEle, e sim o Próprio. Somos centelhas da Consciência Divina, vivenciando as ilusões da individualidade e da separação.*

Nosso corpo físico pode ser feito de matéria, mas nossa essência (espírito ou alma, como preferirem) nada tem a ver com a matéria. Nossa essência verdadeira, a qual a SEICHO-NO-IE chama de Jissô, ou Imagem Verdadeira, é perfeita, livre de defeitos, doenças, pecados e morte. É repleta de qualidades e possui o amor infinito, a sabedoria infinita, a harmonia infinita, a alegria infinita e a saúde infinita de Deus.

*ATUALIZAÇÃO DA REPOSTAGEM: Mais de sete anos depois de escrever esta postagem original, percebo o quanto mudei minha perspectiva das coisas. Será que é isso que chamam de expansão da consciência? Atualmente, sei que a essência/espírito/alma a qual me referi, bem como o Jissô, da SEICHO-NO-IE, é o que chamo hoje de Eu Superior, que é a Consciência Divina, ou uma porção maior do meu Eu, que está mais próxima da Fonte.

Da mesma forma, hoje sei que a matéria também é parte dessa Fonte (Deus), já que tudo é energia. A única diferença, é que a matéria é uma energia super condensada. Mas, apesar de ter despertado mais, a mensagem que quis passar continua inalterada. Somos seres perfeitos, e coisas como defeitos, doenças, pecado e até a morte não existem de fato.*

Além disso, tudo o que temos em nossa vida (pessoas, acontecimentos, coisas) são projetadas por nós mesmos neste mundo material. Temos abundância em tudo, porém, manifestamos apenas aquilo que atraímos. Este é o significado do livre arbítrio, temos em nossa vida tudo o que pensamos, sentimos e nos concentramos.

Isso é o que aprendi lendo livros e trechos da SEICHO-NO-IE! Ninguém é obrigado a acreditar nisso, mas eu acredito, e isso me faz muito bem!

* ATUALIZAÇÃO DA REPOSTAGEM: E digo mais, não acreditem em mim! Busquem mais informações vocês mesmos! E vivenciem vocês mesmos para verificar com seus próprios sentidos se tudo isso é verdade ou não! Talvez vocês encontrem uma verdade ainda mais profunda do que a minha! E, se isso ocorrer, muito feliz eu ficarei!*

Bom… por hora fico por aqui!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

[SEICHO-NO-IE] Educar é acender a chama da vida da criança

Post escrito originalmente em 12 de outubro de 2011.


Olá para todos! 🙂 Como estão?

Hoje é Dia das Crianças! PARABÉNS à todas as crianças! E também às “não-crianças” que mantém viva em seus corações uma parte criança! 🙂

O post de hoje é outro trecho dos ensinamentos da SEICHO-NO-IE! Porém, muito pertinente às crianças!

Educar é acender a chama da vida da criança.

Todo ser humano é filho de Deus e, como tal, é dotado de força infinita. O método educacional da Seicho-No-Ie consiste em promover a conscientização dessa Verdade.
O objetivo básico da educação não é simplesmente desenvolver o talento profissional ou artístico do indivíduo.
A verdadeira educação consiste em acender a chama da vida interior do(a) educando(a), fazendo-o(a) conscientizar-se de sua natureza divina.

(Taniguchi Masaharu – A Verdade da Vida, Vol. 25)

Educar é acender a chama da vida da criança
Educar é acender a chama da vida da criança – Imagem retirada deste blog.

Realmente, educação não é só os ensinamentos que aprendemos na escola! Ensinar sobre a verdadeira natureza do homem, além de outros valores importantes como: amor ao próximo, educação, respeito, amizade, etc… Também são partes essenciais da educação e formação de uma criança! Não só como um profissional qualificado, mas como um profissional respeitoso, ético e, principalmente, como ser humano.

É importante também, educar o emocional da criança. As escolas “ensinam” o que é importante para o intelecto, mas, são precárias ao lecionar sobre como lidar com as emoções como a ansiedade, o estresse, as perdas/derrotas, e até mesmo às vitórias! E, talvez, o mais essencial: como lidar com o próximo, de forma respeitosa e amorosa.

Bom, por hoje é só! 😉 Ah! E só por comentar… Este é o centésimo post! Êêêêê!!! \o/ Hahaha…

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

* Hoje é também o aniversário de minha querida amiga Vanessa! Como não estou usando nem redes sociais e nem celular, não tenho como parabenizá-la! Por isso, pelo menos, quero deixar registrado aqui, as minhas felicitações à ela! Muita Luz e tudo de melhor para você, Vanessa! 🙂

[SEICHO-NO-IE] O degrau para o sucesso

Post escrito originalmente em 7 de setembro de 2011.


Olá para todos! 🙂 Como vão?

Hoje vou postar mais um trechinho dos ensinamentos da SEICHO-NO-IE!

O degrau para o sucesso
O degrau para o sucesso – Imagem retirada deste site, editada por mim.

O que parece dificuldade é um degrau para o sucesso.

A aparente dificuldade é um degrau para o sucesso. Não devemos desanimar diante de uma situação difícil. Pelo contrário, devemos aproveitá-la de modo a aprender lições valiosas, pois só assim podemos evoluir. Em vez de esmorecer diante das dificuldades, vamos superá-las com ânimo e atitude positiva.

(Taniguchi Seicho – Livro: Shinjitsu O Motomete).

De fato, sempre que surgem dificuldades em nossa vida, a tendência é reclamar dela. No entanto, se analisarmos cuidadosamente esta dificuldade, podemos aprender muitas coisas e até ser beneficiados pela mesma.

Devemos encarar as dificuldades como uma forma de aprendizado que nenhuma escola é capaz de nos ensinar. Assim, podemos evoluir como ser humano, sendo pessoas melhores. Elas são como esmeris que servem para polir metais.

Depois de vencida a dificuldade, devemos agradecê-la pela oportunidade da experiência adquirida e da lição aprendida!

Pensando por este lado, não devemos desanimar só porque as coisas estão complicadas, se acreditarmos, sempre encontraremos a solução mais adequada e proveitosa para nós mesmos e também para as pessoas ao nosso redor. A Vida nunca nos dá desafios que não possamos vencer.

Por hoje é só! Até a próxima!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!

SEICHO-NO-IE: Somos o que julgamos

Post escrito originalmente em 7 de outubro de 2011.


Olá a todos! 🙂 Tudo bem?

Faz um tempinho que não posto nada sobre os ensinamentos da SEICHO-NO-IE, né? Então hoje teremos uma!

Somos o que julgamos
Somos o que julgamos – Foto retirada deste site.

O ser humano se torna aquilo que julga ser.

As pessoas podem tornar-se aquilo que imaginam ser.
Quem se julga insignificante só poderá ser insignificante.
Quem tem a convicção “Hei de ser um grande personagem” torna-se-á realmente um grande personagem. Mas de nada adianta ter essa convicção se levar uma vida ociosa. É preciso esforçar-se concretamente para alcançar o objetivo.
(Taniguchi Masaharu – A verdade, Vol. 1)

Até um gato pode ser um Tigre! xD
Até um gato pode ser um Tigre! xD – Foto retirada deste site.

Para sermos pessoas melhores, devemos ser quem desejamos ser em nossas mentes, acreditando nisso com convicção, e se esforçando para tal. Assim, infalivelmente conseguiremos!

Isso é válido também para nossos defeitos! Se ficarmos enxergando-os e associando-os a nós mesmos, estaremos apenas reforçando este. Se reconhecemos um determinado defeito, precisamos agir de forma a eliminá-lo. E, o processo é o mesmo, devemos nos enxergar na nossa Imagem Verdadeira e mentalizar a nós mesmos na forma perfeita, com qualidades opostas a esse defeito!

Por conta do sistema em que vivemos, acostumamo-nos a nos julgar de forma negativa, sendo sempre muito rigorosos conosco mesmo, principalmente quando não conseguimos seguir algum padrão estabelecido (pelo sistema/sociedade/ grupo). E, por conta disso, criamos muitos problemas (desnecessários) para nós mesmos.

Por isso, não importa o que os outros pensam ou digam! Apenas tenha segurança de si mesmo, para poder Ser quem você é livremente! E, tenha em mente somente suas muitas qualidades, que elas se tornaram mais acentuadas.

Já que estamos falando de julgar, o título do trecho do ilustre Masaharu Taniguchi, “O ser humano se torna aquilo que julga ser”, é válido também quando ele julga o ser do outro. Temos mais facilidade de enxergar nos outros o que estamos manifestando (na verdade, tudo em nosso exterior é um espelho do nosso interior, mas este já é outro assunto), em outras palavras, cada um só pode exteriorizar (em palavras e atitudes) aquilo que e a mesma tem dentro de si. Por exemplo, se uma pessoa repara muito em pessoas preguiçosas, é porque no fundo, ela tem pensamentos preguiçosos (mesmo que não demonstre). Ou, se alguém tem a mania de usar palavrões para referir-se às pessoas, significa que ela tem/é o que está falando (a começar, por demonstrar a falta de educação). Por outro lado, se uma pessoa tem a mania de elogiar os outros, implica que ela está cheia de qualidades manifestadas!

Bom, por hoje é só!

E nunca se esqueçam! O maior de todos os tesouros são os seus sonhos!

Abraços!